Jorge Paz Amorim

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Sou Jorge Amorim, Combatente contra a viralatice direitista que assola o país há quinhentos anos.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Os editoriais globais



Em 1964, no dia seguinte ao golpe empresarial/militar, o infame papelucho global publicou editorial saudando o restabelecimento da democracia. Hoje, até essa organização criminosa reconhece que aquele golpe de estado instalou uma ditadura que durou 25 anos e até já pediu desculpas pelo apoio à quartelada de então, embora até o mais asinino coxinha, se é que existe um mais outro menos, saiba que esse pedido não passa de empulhação.

Hoje, como mentora principal desse nove golpe de estado, a cobrança abandona a encenação de reconquista da democracia,obviamente por despropositada, e centra seu discurso orientador dos novos aventureiros na pauta econômica. A empresa da famiglia Marinho já não dá lucro como outrora, quando urrava arrogante no reino da informação, atualmente vê as redes sociais abocanharem grande parcela do público que se informava através de telejornais devotos do jornalixo vigente.

O infame papelucho global cobra do vil golpista "medidas amargas" para tirar o Brasil da crise. Típica atitude hipócrita de verdugo, que finge chorar ao executar sua vítima. A amargura naquilo que é sugerido significa doce pra eles, na medida em que tunga direitos trabalhistas, que eles odeiam cumprir; e golpeia trabalhadores em vias de se aposentar, algo que eles também acham excesso de concessão.

O próximo passo deve ser a anistia ao bilionário débito que a Globo tem com o fisco nacional e que os governos petistas teimavam em cobrar. Além disso, está aberta a porta dos paraísos fiscais à Rede Globo, agora sem o risco de ser importunada pelo governo, para a realização de novas e tenebrosas transações. E dá-lhe Mossak & Fonseca!

No fundo, a famiglia global ainda acha que esse golpe restabeleceu a democracia, esta entendida como governo de seus prepostos em defesa dos interesses globais, evidentemente globais não tem o sentido que os pobres mortais entendem, mas restrito aos interesses da famiglia.

Na distância entre intenção e gesto, então, está explicado o sentido das "medidas amargas". Com efeito eles sofrem muito diante de tanto vilipêndio cometido contra as conquistas sociais. Como são nobres!

Nenhum comentário: