Jorge Paz Amorim

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Sou Jorge Amorim, Combatente contra a viralatice direitista que assola o país há quinhentos anos.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

A inocência de Azeredo e a seriedade de Aécio


Com o cinismo habitual, Aécio se diz surpreso com a condenação de seu comparsa Eduardo Azeredo. Relembre-se que a PGR já havia pedido mais de duas décadas de cadeia para o citado meliante, exame interrompido no STF pela renúncia de Azeredo ao mandato de deputado federal.

Por isso,o cinismo aecista tem sempre um ingrediente a mais e este surgiu diante da declaração do cambaleante senador mineiro demonstrando fé na reversão da decisão em primeira instância nos tribunais superiores. Mais ou menos os mesmos dos quais Azeredo já fugiu.

Aécio mostra, mais uma vez, que usa a lógica do helipóptero. Aquela aeronave de seu outro cúmplice, Zezé Perrela, que foi apreendido por equipe da PF com meia tonelada de cocaína em seu interior e tudo ficou impune, pois o aparelho tinha proprietário, o terreno onde ocorreu a prisão idem, mas o 'produto' não.

Esse é o modus operandi de um farsante acostumado aos métodos menos republicanos pra conseguir aquilo que se torna objeto do seu desejo. Ainda hoje atormentado pela frustração que se seguiu à festa que fazia pela vitória que não ocorreu, persegue de forma paranóica um ajuste de contas com o mico que pagou. Triste!

Nenhum comentário: