Jorge Paz Amorim

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Sou Jorge Amorim, Combatente contra a viralatice direitista que assola o país há quinhentos anos.

sábado, 11 de junho de 2016

Ética marinista sujeita a chuviscos e brisas


E lá se foi o teco teco da ética, pilotado por Marina Silva, se esborrachar em algum barranco das delações premiadas. Segundo matéria da revista Forum, A delação do ex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, pode comprometer Marina Silva. É o que afirma o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, na coluna que deve ser publicada neste domingo (12), mas que já circula por jornais regionais. Segundo ele, Pinheiro se comprometeu com os procuradores a falar do caixa dois que teria beneficiado a campanha da então candidata à presidência, em 2010Ainda de acordo com as informações do jornalista, o pedido do dinheiro foi feito por Guilherme Leal, um dos donos da Natura, candidato a vice-presidente de Marina naquela eleição. Alfredo Sirkis, ex-presidente do PV, teria acompanhado a negociação.

Em se tratando desse estercoso escrevinhador, é sempre bom estar com um pé atrás na medida em que estamos falando de notória figura pigal, daquelas que estão sempre de prontidão pra prestar serviço aos interesses dos patrões. Mais especificamente, tudo que ele planta costuma dar em fofocas revestidas de notícia.

Pode ser que a intenção principal seja desidratar a posição da candidata da Rede, até aqui verificada nas pesquisas disponíveis, sempre à frente dos tucanos queridinhos das gangues midiáticas nativas. Mas, pode ser também resultado da assunção trágica de Marina à disputa presidencial de 2014, o que forçosamente deve ter exigido busca por recursos, sendo bem natura(l) que o encarregado tenha sido o vice da ex-fadinha dos seringais.

Se não for mais uma daquelas bombas de efeito morista, aguardemos seus desdobramentos para ver se, de fato, a mambembe aeronave da ética marinista é profundamente vulnerável a essa ventania que sopra lá das masmorras paranaenses. 

Nenhum comentário: